Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

Quebre o círculo vicioso da desmotivação

QUEBRE O CÍRCULO VICIOSO DA DESMOTIVAÇÃO

 

Luiz Marins

 

Nós mesmos criamos para nós próprios um círculo vicioso da desmotivação quando deixamos de dar tudo o que podemos ou nos comportamos ou propositalmente fazemos coisas baixa qualidade. 

A grande verdade é que todos nós nos orgulhamos de nós mesmos quando fazemos alguma coisa excepcionalmente boa ou bela. Todos nós já sentimos esse prazer interior. Esse orgulho positivo que sentimos aumenta nossa autoestima e nos dá motivos para sermos ainda melhores e buscarmos ainda mais  a perfeição num círculo virtuoso do bem e do sucesso pessoal e profissional.

Da mesma forma nossa consciência nos condena quando deixamos de fazer com perfeição o que poderíamos ter feito ou mesmo quando deixamos de ter um comportamento mais elevado diante de um semelhante. O círculo vicioso negativo que criamos ao nos comportarmos mal, não exige que outras   pessoas nos vejam. Nós mesmos nos condenamos. Nós mesmos nos acusamos. Nós somos as maiores vítimas de nossos comportamentos e atitudes de baixo valor e de baixa qualidade. 

Sinto pena quando vejo empregados querendo prejudicar patrões, colegas e clientes agindo de   forma desleal, desonesta, dissimulada. Essas pessoas se esquecem que as maiores vítimas serão elas   próprias e a sua baixa autoestima poderá fazer com elas repitam quase que automaticamente esses  comportamentos de baixa qualidade criando esse círculo vicioso que as prejudicará por toda uma vida.

O ser humano foi feito para a perfeição e a prova disso é que  todas as vezes que fazemos coisas na direção do bem, das virtudes, de compaixão e ajuda aos nossos semelhantes no sentimos bem. Da mesma forma estamos nos destruindo interiormente quando mentimos, falseamos, prejudicamos propositalmente alguém ou mesmo deixamos de dar tudo o que podemos para a realização de um ato perfeito. A prova é que nos sentimos sempre mal quando sabemos estar errados e permanecemos no erro. 

Assim, meu conselho é que você quebre esse círculo vicioso da desmotivação e da baixa autoestima, muitas vezes, criado por você mesmo e crie um círculo virtuoso da motivação e do sucesso fazendo as coisas com o máximo de dedicação, comprometimento, atenção aos detalhes e perfeição. Além disso, seja alguém sempre pronto a colaborar, a participar e ajudar seu semelhante e a ter compaixão dos que sofrem ajudando-os concretamente com palavras e ações. Só assim você será feliz pois terá um justo   orgulho de si mesmo pois construirá um mundo melhor.

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais