Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

Aos que pedem tudo...

aos-que-pedem-tudoConheço pessoas “pidonhas”.  Pedem tudo. Querem tudo. Não são capazes de viver ou trabalhar sem pedir coisas, favores, serviços às outras pessoas. Essas pessoas são aquelas que nunca se responsabilizam totalmente por uma tarefa. Sempre têm que pedir ajuda. O pior é que essa ajuda, nem sempre é um simples auxílio. Querem mesmo é que a outra pessoa faça o trabalho para elas. 

 

 

Pessoas “pidonhas” sempre se dizem ocupadas demais, atarefadas demais. Acho que a ocupação delas é pedir que as outras pessoas façam o que elas próprias deveriam fazer.

 

Há também pessoas “pidonhas” que pedem coisas emprestadas a todo mundo. Pedem desde um pedaço do seu sanduíche até a sua caneta ou mesmo dinheiro. Uma moça me disse ter uma colega de trabalho que pedia suas bolsas e sapatos emprestados para ir a festas. Essas pessoas são literalmente viciadas em pedir.

 

Há ainda as que nem sequer pedem. Vão pegando as coisas dos outros sem sequer pedir licença. É um horror! Não há quem suporte essas pessoas que fazem um grande mal ao ambiente de trabalho. Elas sabem que estão erradas, mas fazem de conta que não sabem e continuam com seu comportamento irritante. Para se livrar dessas pessoas, muita gente tranca tudo em suas gavetas à chave. Esconde suas coisas para evitar que esses “pidonhos” venham logo pedir emprestado.

 

É claro que se pode pedir ajuda e mesmo algo emprestado, mas há que se ter muito bom senso para não abusar do direito de pedir.


Faça um bom exame de consciência: você tem o hábito de pedir muitas coisas emprestadas? Você devolve o que emprestou nas mesmas condições que recebeu? Você tem consciência que as pessoas não gostam de emprestar suas coisas para estranhos, a não ser para amigos muito chegados e excepcionalmente?  Você tem o hábito de mexer nas coisas de seus colegas de trabalho? Você agradece a quem lhe emprestou?

 

Pense nisso. Sucesso!  

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais