Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

Pessoas que nos puxam para baixo

 

Você já reparou como há pessoas que nos puxam para baixo? Estamos bem, felizes, contentes; basta essas pessoas chegarem e tudo começa a fica azedo, triste. Elas já chegam com um olhar de censura; de quem comeu e não gostou; de quem dormiu com os pés para fora da coberta. Até o olhar delas, meio farol baixo, nos puxa para baixo!


Você já reparou como há pessoas para quem nada está bom? Tudo tem um defeito. Todas as pessoas têm problemas. Falam mal de todo mundo. Não suportam ninguém. Quando terminamos uma tarefa elas só veem os defeitos. Quando convidamos para um piquenique elas dirão que irá chover. 

Você já reparou como há pessoas de mal com a vida? Vivem irritadas, culpando os outros pelos seus problemas. O mau humor é a sua marca registrada. Parecem ter orgulho de sua cara fechada, de seu sorriso ausente. São pessoas incapazes de elogiar, de conviver.

Você já reparou como há pessoas punitivas? Todos são culpados até que provem a inocência. Já chegam com o dedo em riste nos acusando de coisas que nem sequer sabemos de que se trata. Ficam profundamente infelizes com a menor felicidade alheia. Odeiam a alegria, o sorriso, a conversa informal. Punem tudo e a todos quase que como uma profissão de tempo integral. Vejo essas pessoas em todos os lugares - na família, no trabalho, nas escolas, nos clubes e associações e até em trabalhos voluntários. 

Fico impressionado ao ver quanta gente faz a vida mais difícil do que ela já é. Quanta gente complica coisas simples. Pessoas que criticam tudo e na hora de ajudar dizem não ter tempo. Na hora de contribuir dizem não ter dinheiro. Na hora de carregar peso dizem ter problemas de coluna e assim por diante. Vivem para puxar os outros para baixo. Vivem para não fazer.

Vejo em associações e clubes o quanto essas pessoas estão presentes. Só criticam: a festa não foi boa; o café estava frio; as flores poderiam ser mais bonitas... Etc, etc. Vejo o mesmo nos ambientes de trabalho. Nada presta. Nada está bom. Elas azedam baldes de antiácido!

Meu conselho é: livre-se dessas pessoas que puxam você para baixo! Afaste-se delas ou no mínimo não lhes dê nenhuma importância. Deixe-as sofrer sozinhas. Ninguém merece gente assim!

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais