Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

Meu guru morreu! Morreu Peter Drucker!


   Peter Drucker morreu no dia 11 de novembro de 2005. Peter F. Drucker nasceu há 95 anos. Confinado a um andador e quase surdo, Drucker parou de dar entrevistas à imprensa desde o final de 2003. Em outubro de 2004 ele fez uma exceção à revista FORBES de dezembro de 2004. Quem o entrevistou foi Rich Karlgaard, editor da Forbes. "Nós nos encontramos numa casa surpreendentemente espartana em Claremont, Califórnia, onde reside Peter Drucker" relata Karlgaard.

Veja a seguir os comentários de Drucker sobre liderança:(1)

·        Líderes perguntam o que, de fato, tem que ser feito.

Líderes bem sucedidos não perguntam "O que quero fazer?" Eles perguntam: "O que precisa ser feito?" E, então, perguntam: "De todas as coisas que realmente fazem a diferença, o que, concretamente, eu sou capaz de fazer?"

Eles não se metem a fazer coisas que não sabem ou nas quais não são bons. Certificam-se das necessidades e das coisas a serem feitas, mas não por eles. Eles não têm medo da superioridade alheia. Andrew Carnegie queria ter como epitáfio em seu túmulo a seguinte frase: "Aqui jaz um homem que era capaz de atrair pessoas melhores que ele próprio para trabalhar".

·        Selecione e faça as coisas importantes. 

Tenho visto um grande número de pessoas que são excepcionalmente boas como executivas, mas excepcionalmente pobres em escolher as coisas importantes. São magníficas em fazer coisas sem importância. Têm um currículo  impressionante de realizações triviais.

·        Evite as armadilhas da popularidade.

Os líderes têm foco em resultado. Sabem estabelecer uma missão. E uma outra coisa, eles sabem dizer "não". A pressão sobre os líderes para que façam 984 coisas diferentes é simplesmente insustentável. Assim, os líderes eficazes sabem dizer "não" e manter esse "não", apesar das pressões. Em conseqüência eles não se sufocam de tarefas. Muitos líderes tentam fazer um pedaço de 25 coisas diferentes e acabam sem fazer nada direito. Esses são os muito populares porque dizem sempre "sim".

 ·        Aprenda a abandonar.

Uma pergunta crítica para líderes é, "Quando parar de colocar recursos em coisas que não estão dando certo?" As armadilhas mais perigosas para um líder são aqueles "quase-sucessos", aquelas coisas que todos dizem que se você der mais um empurrãozinho você conseguirá o sucesso. Você tenta uma vez, tenta duas vezes, tenta uma terceira vez e não dá certo. Aí é a hora de abandonar o projeto, pois está claro que será difícil demais atingir o objetivo.

·        Tenha um escritório secreto.

Quando você é o executivo principal, você é um prisioneiro de sua organização. Quando você está no escritório, todo mundo vem até você para dizer ou pedir alguma coisa. E é inútil trancar a porta. Eles entrarão de um jeito ou de outro. Tenha um escritório secreto em outra parte, fora de sua empresa.

·        Como as organizações fracassam?

As organizações fracassam quando as pessoas têm que adivinhar no que o chefe está trabalhando e invariavelmente erram na adivinhação. Assim o Presidente tem que dizer: "O meu foco é este". "Então o Presidente deve perguntar ao seu pessoal  "E você, qual é o seu foco? No que você está focando?" Deve perguntar "Por que você está colocando isso que está fazendo como prioridade?"

Certifique-se de que você sabe exatamente as prioridades e o foco de seus colaboradores e faça com que eles compreendam o seu foco. Em seguida, sente-se e coloque em uma ou duas folhas de papel, a seguinte nota: "Isto é o que eu entendi sobre o que nós discutimos esta tarde. Isto é o que eu penso que nós decidimos fazer. Isto é o que eu entendi que você se comprometeu a fazer dentro do prazo tal que discutimos".

·        A transição de empreendedor para Presidente de uma grande companhia.

Novamente vamos começar por discutir o que não deve ser feito. Não pretenda ser o que você não é ou alguém que não seja você mesmo. Se você chegou até aqui é porque tem um estilo próprio de ser. É com o seu estilo que você tem que conseguir que as coisas sejam feitas. Não se meta em coisas que você não acredita e não queira fazer coisas que você não entende ou não seja competente para fazer. Aprenda dizer "não". Os líderes eficazes mesclam as necessidades objetivas de sua companhia com as competências subjetivas que têm à sua disposição. Por isso é que eles conseguem fazer rapidamente um número muito grande de coisas bem feitas.

·        Como líderes competentes se arrebentam.

Um dos homens mais capazes com quem trabalhei, há muitos anos atrás, foi um chanceler democrático da Alemanha  pré-II Guerra Mundial, Heinrich Brüning. Ele teve uma habilidade incrível de ver o coração do problema da Alemanha na época. Mas era muito fraco em finanças. Ele deveria ter delegado aquelas tarefas para quem fosse competente em finanças, mas desperdiçou horas infinitas em orçamentos e executou-os mal. Esta foi uma falha terrível, especialmente num período de depressão econômica e essa falha ajudou a ascensão de Adolf Hitler. Nunca tente ser um perito se você não é. Reforce seus pontos fortes e encontre alguém competente para fazer as outras coisas que forem necessárias.

·        O carisma não tem o valor que se pretende dar.

Um dos presidentes americanos mais eficazes dos últimos 100 anos foi Harry Truman. Ele não tinha um grama de carisma. Truman era tão dócil que mais parecia um peixe ornamental. Mas todos que trabalhavam para ele o adoravam porque ele era totalmente confiável. Para ele, "não" era "não" e "sim", era "sim" e nunca disse "não" para uma pessoa e "sim" para outra a respeito da mesma coisa. Outro presidente eficaz dos últimos 100 anos foi Ronald Reagan. Sua grande força não era o carisma, como geralmente se pensa, mas a sua exata e plena consciência e aceitação do que era capaz e do que não era capaz de fazer.

Esta entrevista vai passar para a história da administração com um dos mais lúcidos comentários sobre liderança. Pense nisso. Sucesso!

(1) Tradução: Luiz Marins

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais