Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

Queimas as Naus

  • Imprimir


Agátocles, tirano de Siracusa, numa expedição marítima contra Cartago ao desembarcar mandou queimar todos os seus próprios navios. Fez isso para anular – a si próprio e a seus comandados – qualquer possibilidade de fugir ou recuar.

 Aqui está uma lição para ser aprendida em nossa vida pessoal e empresarial. "Queimar as naus" significa ir sempre em frente; sequer poder pensar na possibilidade de voltar ou desistir. Como as naus não mais existem, temos que lutar e vencer. Não há alternativa.
Assim, quando lançamos um novo produto ou implantamos novos processos, temos que "queimar as naus" do passado e saber que só temos duas alternativas – vencer ou vencer! Quando temos os navios nos esperando no porto, teremos a tentação de voltar, de fugir da batalha. Quando sabemos que não há mais navio algum no porto a nos esperar, a alternativa é lutar.

 A mesma realidade ocorre quando mudamos de emprego, quando somos transferidos de local, quando temos uma nova chefia, novos acionistas, etc. Se ficarmos pensando no passado, dificilmente lutaremos o suficiente para vencer as dificuldades do presente. Estaremos sempre pensando nos navios nos esperando no porto. Agátocles derrotou Cartago. E conseguiu essa vitória basicamente porque seus soldados sabiam não ter volta.

 Em nossas vidas empresariais, profissionais ou pessoais precisamos ter a coragem de "queimar as naus". Não é fácil. É uma decisão de quem realmente deseja vencer sem sequer pensar na possibilidade de fracasso.

Pense se você e sua empresa têm esse comportamento ao iniciar uma nova empreitada. Pensando sempre na possibilidade de voltar, de desistir, de recuar, nenhum projeto será totalmente vitorioso. É preciso "queimar as naus" e partir para o ataque!

Pense nisso. Boa Semana. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn