Artigos do Professor Marins e textos discutidos nos Programas de TV

Os efeitos da Globalização


 Estou escrendo este fax de Nova York onde estou participando de uma sessão de estudos sobre o que as empresas devem fazer para enfrentar as novas realidades de um mundo cada vez mais globalizado e instantâneo. É realmente impressionante a realidade de que o mundo está agora, mais do que nunca, transformando-se na Aldeia Global de que falava McLuhan já nos anos 60. É preciso que todas as empresas, pequenas, médias e grandes, de todos os países do mundo, tenham plena consciência de que não estamos mais competindo com nossos concorrentes locais, nem nacionais. A competição é absolutamente global. Estou tendo contato com investidores internacionais e empresas multinacionais que literalmente vêm descobrindo o Brasil e os mercados emergentes da Ásia, India e China.

 A razão é muito simples: os mercados chamados "maduros" apresentam um crescimento inexpressivo. Os mercados americano, europeu e japonês estão "flat" ou "parados" com um crescimento global muito pequeno. Ao mesmo tempo, os mercados chamados "emergentes" estão, com a estabilidade econômica, apresentando índices de crescimento espantosamente grandes se comparados aos mercados tradicionais.

 Assim, uma empresa americana, européia ou japonesa que não se faça presente e atuante nesses novos mercados, está fadada a não ter mais a preferência dos investidores, dos fundos de pensão e dos fundos de investimento. Nas apresentações que tivemos dos gerentes desses fundos mundiais, ficou clara a visão de que hoje, a preferência, é por investimentos nos novos mercados. Isso vem "forçando" as empresas do primeiro mundo a buscarem, a todo custo e rapidamente, fusões, associações,  "joint-ventures" e outras formas de cooperação com empresas que conheçam os mercados nacionais emergentes. Essa tendência é muito grande e urgente, dizem esses investidores de bilhões de dólares.

 Assim, gostaria de, nesta semana, chamar a sua atenção para o fato de que a competição vai aumentar e muito. Novos "players" aparecerão em todos os mercados. Teremos novas empresas, de todos os tipos e setores, concorrendo conosco no Brasil e isso ocorrerá muito rapidamente. Agora é a hora de buscar associações com líderes mundiais de tecnologia. Agora é a hora de tomar cuidado para que não fiquemos falando sozinho num grande mercado como o brasileiro, com a vinda de concorrentes internacionais com grande capacidade de investimento em tecnologia e serviços.

 Por favor, pense nisso. Acredite na globalização. Ela veio para ficar e revolucionar mercados.

 Boa Semana. Sucesso!

 

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais