Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

O nariz de palhaço

  • Imprimir


Já há anos venho carregando em meu bolso um nariz de palhaço. O Jô Soares e o João Dória em seus programas também usaram o nariz durante minhas entrevistas. Recebo inúmeros   e-mails por dia solicitando um nariz de palhaço. Há até um site na internet – www.vit.com.br/queremefazerdepalhaco/index.htm - que foi colocado em homenagem ao nariz de palhaço que utilizo.
Por que o nariz de palhaço faz tanto sucesso? A resposta é simples.

Há empresas que ainda não se aperceberam de que embora o cliente possa ter "cara de palhaço, pinta de palhaço, jeito de palhaço" como dizia a velha música, ele não é mais palhaço!

Hoje o cliente tem muitas opções no mercado. São centenas de empresas concorrentes, com qualidade semelhante e preços similares. E quando eu tenho muitas empresas concorrentes, com qualidade e preços similares o que me faz comprar de uma e não de outra? O que me faz optar por uma marca ou outra?  É a capacidade da empresa em me respeitar como cliente, me valorizar como cliente, não só satisfazer ou antecipar os meus desejos mas sim, comprometer-se com o meu sucesso, sendo para mim uma verdadeira e genuína "solution provider" ou seja uma "provedora de soluções" aos meus problemas como cliente. Por isso procurei aquela empresa.     Por isso procurei aquela marca. Não quero ser mais um "palhaço"....

O mundo mudou. O Brasil mudou! O mercado mudou! O cliente mudou!  E há empresas que ainda insistem em tratar seus clientes como palhaços – atendendo mal, mentindo, prometendo e não cumprindo, fazendo produtos de baixa qualidade, cobrando valores absurdos pelos seus produtos. O consumidor brasileiro sempre foi um pobre e conformado palhaço. Tinha que aceitar tudo pois o "poder" estava nas mãos das empresas. Hoje o "poder" migrou para as mãos dos clientes, a cada dia mais exigentes, mais conscientes de seus direitos e portanto, muito mais "chatos" e intolerantes com empresas de baixo padrão.

Nesta semana, pense nisto. Estará a nossa empresa ainda no velho modelo de achar que os clientes podem ser tratados como palhaços? Será que compreendemos totalmente a realidade de que tudo mudou e vai mudar ainda mais? Ou somos uma empresa eternamente reclamando das mudanças e apostando que o mercado vai voltar a ser como antes? Que o cliente vai voltar a ser como antes? Ou ainda que diz a todo o tempo que é o cliente quem faz a empresa de palhaça?

Pense nisso. Acabe com a "palhaçada" em sua empresa!  Boa semana. Sucesso!

 

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn