Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

O que fazer na última semana do ano?

o-que-fazer-na-ultima-semana-do-anoA sociedade tem seus mecanismos coletivos de autodefesa. A virada do ano é um deles. Chegamos exaustos ao final do ano para que comecemos “novinhos em folha” o ano seguinte, apenas um segundo depois. Essa sensação do novo, da esperança-certeza de que o novo será sempre melhor que o velho, é que nos faz caminhar. Se o número não mudasse - de 2006 para 2007 - continuaríamos cansados e desesperançados. Mas dezembro acaba com o velho e em janeiro começa o novo. E tudo parece mudar em nossas mentes e em nossos corações.

 

Você já pensou o que seria do ser humano se ele não tivesse esses mecanismos de autodefesa, de auto-engano? Viveríamos uma realidade tão dura e difícil, com plena consciência de nossas limitações, que seria insuportável viver.

 

Há vários estudos de antropologia, e mesmo de psicologia, que mostram que o ser humano cria ilusões para poder sobreviver. Sejam ilusões sociais, sejam ilusões pessoais. É um mecanismo de autodefesa que nos faz sentir melhores.  Assim, buscamos nos iludir sobre nossa felicidade sempre que nos comparamos com pessoas em situações muito piores do que as que temos. Se estamos doentes, sempre buscamos exemplos de alguém mais doente ainda. Se somos pobres, nos lembramos dos mais pobres que nós. E isso nos faz caminhar.

 

Assim, meu conselho nesta última semana do ano é que você se entregue e deixe-se dominar pelo autoengano. Acredite no impossível. Acredite no improvável. Acredite no que você sabe que não deveria acreditar, se não fosse esta, a última semana do ano. Acredite que tudo mudará em 2007.

 

Acredite que você emagrecerá, fará exercícios, comerá menos. Acredite que você será a pessoa corajosa e firme que sempre quis ser. Acredite que as pessoas vão adorar você, apesar de todos os seus defeitos. Acredite que você ganhará uma “bolada”, mesmo não jogando na loteria. Acredite que será promovido(a) para um cargo que deixará seus parentes mortos de inveja. Acredite que seus inimigos, adversários e concorrentes virão de joelhos reconhecer a sua superioridade e o farão publicamente, pedindo perdão. Acredite que seus problemas, se não acabarem, pelo menos ficarão tão menores, que você será capaz de rir deles. Acredite que as portas irão se abrir, como se você fosse um rei ou uma rainha, em todos os seus menores desejos. Sonhe! Esta é a única semana do ano em que você tem todo o direito de sonhar! Afinal, é a última semana do ano!

 

Pense nisso. Sucesso! 

 

 

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais