Artigos do Professor Marins e textos discutidos nos Programas de TV

No e-mail day

e-mail

Que tal fazer das sextas-feiras, o “no e-mail day”  ou “o dia sem e-mail” ? Muitas empresas já fazem da sexta-feira o chamado “casual day” onde todos podem ir sem terno e gravata. Por que não um dia sem e-mail? 

  

Mas, por que um “no e-mail day”?

 

Simplesmente porque muitos problemas poderiam ser evitados ou solucionados definitivamente se as pessoas falassem direta e simplesmente com os responsáveis, imediatamente, oralmente, olho-no-olho ou mesmo por telefone, fazendo aquilo que só o ser humano é capaz – “falar”.

 

E é preciso que nos lembremos que o homem brasileiro é oral e auditivo. O brasileiro comum não compreende, com facilidade, textos com períodos compostos por subordinação, por exemplo. Somos pouco “visuais” e menos ainda “letrados”.

 

Sempre conto um fato que presenciei numa grande empresa brasileira. O gerente chama o supervisor e, mostrando um memorandum, pergunta:

 

- Você leu este memorandum?

 

- Li, sim senhor.

 

- Você não viu que tinha data, prazo, instruções, etc.?

 

- Vi, sim senhor.

 

- Então, por que não fez o que estava escrito aqui???

 

- Ninguém falou nada!! Estive com o senhor várias vezes depois de ter recebido este papel e o senhor não falou nada – achei que não estava valendo mais....

 

Este fato pode parecer anedota, mas é verídico! Para que a comunicação realmente ocorra no Brasil ela deve ser oral e, apenas, confirmada por escrito.

 

O verdadeiro “vício do e-mail desnecessário” precisa ser combatido. Outro dia vi um funcionário falando a outro, sentado a seu lado no escritório:

 

- Leu o e-mail que acabei de mandar para você?

 

Pense nisso. Volte a falar. Volte a conversar. A resolver os problemas comunicando-se com o meio mais rápido que existe quando a pessoa está disponível em nossa frente ou do outro lado de uma linha telefônica – falando.

 

Afinal, como diz o ditado: “Falando a gente se entende...” 

 

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais